Gaita

Gaita

Para quem busca um instrumento versátil, compacto, com preço acessível e um som envolvente, a gaita pode ser o caminho. Mas, como todos os outros instrumentos de sopro, exige técnicas para alcançar notas, timbres e muito treino para chegar em um nível mais profissional e tocar uma gaita tremolo, por exemplo.

Assim como o violão, é um ótimo instrumento de acompanhamento e solos. Pode ser usada em diversos ritmos, se adequando muito bem com os sons de outros instrumentos. Sendo um instrumento consideravelmente barato, é possível migrar de um tipo de gaita para outro facilmente, basta lembrar que cada uma tem suas técnicas.

Agora, é hora de escolher a sua gaita. Seja para iniciantes ou gaita profissional, as melhores marcas você encontra aqui: gaita Hering, gaita Hohner e muitas outras! Se já decidiu comprar uma gaita, só não sabe qual modelo escolher, listamos abaixo os tipos existentes. Role a página para conferir.

Tipos de gaita

Entenda a diferença entre os tipos de gaita e escolha a que mais combine com você e o estilo que pretende tocar.

Gaita diatônica

Gaita diatônica

Esse é o modelo mais comum de gaitas, muito versátil e considerada a mais indicada para iniciantes. A gaita diatônica é produzida em tons (gaita em Ré, em Dó, e assim por diante), por isso, é muito comum ver um gaitista profissional com uma coleção de gaitas, cada uma com sua tonalidade.

Gaita cromática

Gaita cromática

A gaita cromática é vendida com apenas um tom, que é o dó maior, mas pode produzir qualquer outro por meio da sua chave. Quando se alcança a habilidade e a técnica correta, você atinge a maioria das escalas com uma barra deslizante, que é o que a caracteriza.

Gaita tremolo

Gaita tremolo

Esse modelo se difere por ter duas lâminas por nota, isso faz com que seja produzido um som mais estridente, característica que faz da gaita tremolo um tipo ainda mais difícil de tocar e, por isso, é mais indicada para gaitistas profissionais.