Livro - Fortaleza Impossível

(Cód.132395825)

Veja todas as lojas com esse produto a partir de R$ 23,90

vendido e entregue por saraiva

R$ 23,90

calculando frete e prazo
calculando frete e prazo
Voltar

Avaliações

2.0
(1)
0%0%dos clientes recomendam este produto
Ícone abrir/fechar
  • Resenha do blog Livros & Literatura

    11/10/2017
    Uma atmosfera um tanto noir e um mote envolvente: ingredientes perfeitos para um romance de sucesso. Na minha opinião, no entanto, o autor se perdeu no meio do caminho. A estória é interessante, mas a escrita não é envolvente (só nos primeiros e nos últimos capítulos). O desenvolvimento da trama é prolixa e insípida. É bastante evidente o que ocorreu nos bastidores: Jason Rekulak criou um jogo no estilo da década de 80 e, a partir daí, moldou o enredo em torno de sua principal atração. Fiquei um tanto confusa em relação ao público alvo: a nostalgia dos anos 80 é voltada para quem vivenciou a época, mas o desenrolar é juvenil demais para esse público. Foi difícil concluir, cheguei a abandonar a leitura. Mas, apesar da decepção durante o desenvolvimento da obra, os capítulos finais foram divertidos. Minha aposta é que os fãs de programação irão se deliciar com os detalhes sobre a criação do game e os trechos que discorrem sobre linguagem de computador (nada muito técnico, apenas entretenimento). Os rapazes que roubavam Playboy na infância, também.
    Livros-e-Literatura
Voltar

Avaliações

2.0
(1)
0%0%dos clientes recomendam este produto
Ícone abrir/fechar
  • Resenha do blog Livros & Literatura

    11/10/2017
    Uma atmosfera um tanto noir e um mote envolvente: ingredientes perfeitos para um romance de sucesso. Na minha opinião, no entanto, o autor se perdeu no meio do caminho. A estória é interessante, mas a escrita não é envolvente (só nos primeiros e nos últimos capítulos). O desenvolvimento da trama é prolixa e insípida. É bastante evidente o que ocorreu nos bastidores: Jason Rekulak criou um jogo no estilo da década de 80 e, a partir daí, moldou o enredo em torno de sua principal atração. Fiquei um tanto confusa em relação ao público alvo: a nostalgia dos anos 80 é voltada para quem vivenciou a época, mas o desenrolar é juvenil demais para esse público. Foi difícil concluir, cheguei a abandonar a leitura. Mas, apesar da decepção durante o desenvolvimento da obra, os capítulos finais foram divertidos. Minha aposta é que os fãs de programação irão se deliciar com os detalhes sobre a criação do game e os trechos que discorrem sobre linguagem de computador (nada muito técnico, apenas entretenimento). Os rapazes que roubavam Playboy na infância, também.
    Livros-e-Literatura